Livraria Cultura

Pré Venda Harry Potter

11/04/2012

D.O.C. Champanharia e Risoteria



Já conhecem a D.O.C. Champanharia e Risoteria? Pois então, eu não conhecia. E nem o Maza. E por coincidência ou não, este é mais um estabelecimento que fica bem próximo do meu trabalho. Tipo, se eu tropeçar ao sair do trabalho, quase caio dentro da DOC... hehe


Munidos de nossos cupons de compra coletiva (sim, somos fãs declarados desse sistema... hehe), agendamos com uma semana de antecedência nossa ida ao local, é sempre bom ter a manha de agendar dias antes quando se percebe o volume de vendas de um cupom. Fica a dica! Nem bem chegamos perto do nº 715 da João Abbott e já era possível saber onde deveríamos entrar, pois uma simbólica adega enfeita a calçada em frente ao estabelecimento.



Chegamos ainda dia claro, por volta de 18h10, cerca de 10 minutos depois da abertura do local. Entramos, circulamos e não veio ninguém nos atender de imediato, os funcionários da casa pareciam meio que ainda se organizando, de repente um tanto atônitos com os primeiros clientes chegando tão logo aberta a casa. Demos uma espiada e de cara percebemos o ar retrô do ambiente. Fosse pela decoração, ou ainda pela capa dos cardápios. Acomodamos-nos na mesa que escolhemos e é claro, saímos às fotos. Mas vale ressaltar que algumas estão meio escuras, isso em função da iluminação do local que é bem reduzida.



Tem... mas tá acabando!


Olha que simpáticos os cardápios:


E esse cantinho perto da janela...



Em meio às fotos e já acomodados bem próximos à porta, recebemos em nossa mesa a visita do simpático Alex, o sommelier da casa, que por sinal entende e muito do que faz. Pedimos uma sugestão de espumante e ele nos aconselhou Adolfo Lona Brut Rosé, fermentado pelo método charmat, que consiste em o espumante fermentar em tanques de inox e só depois ser engarrafado, método esse normalmente utilizado para produção em larga escala. O Adolfo Lona é um clássico da casa. E que espumante! Céus!




O Maza bebeu beeem mais que eu. Sou meio fraquinha pra espumantes... hehe

Chegamos a cogitar pedir as bruschetas como entrada, mas o Alex nos aconselhou a ficarmos somente com os risotos, pois como estávamos com 2 cupons que nos davam direito a um risoto normal cada (eles têm no cardápio também a versão soft), acabaríamos depois das bruschetas aproveitando pouco do risoto. E assim fizemos!

Dentre as opções a que nossos cupons nos davam direito optamos pelo Napolitano - um risoto com cubos de chester, parmesão, requeijão, tomate e orégano – e o de Linguiça defumada ao vinho tinto, que o próprio nome já nos diz do que se trata.

Pouco depois disso já recebemos o potinho de queijo na mesa.


E um mais um pouco chegaram nossos risotos. Ou melhor, o Alex chegou para nos entregar nossos risotos e percebeu que ocorrera um erro na cozinha, e que ao invés do nosso pedido de linguiça com vinho tinto havia sido feito um ao fungui secchi, que ele se prontificou a trocar caso não quiséssemos ficar com aquele mesmo. Pedimos a troca. E já ficamos com o Napolitano na mesa.


O risoto vem em prato alto, muito bem servido, mas como iríamos partilhar os dois sabores enquanto aguardávamos, nos servimos no pratinho avulso.


Pouquíssimos minutos depois chegou o risoto que era nosso pedido original: Linguiça defumada ao vinho tinto.


Ambos os risotos estavam deliciosos, mas o de linguiça, provavelmente por ter sido feito mais rápido que o outro contava com alguns grãos do arroz al dente demais. Algo que me fez optar por me deliciar mais com o napolitano, pois os grãozinhos mais resistentes me incomodaram um pouco. O Maza aprovou o arroz dos dois, logo se serviu de ambos, e em larga escala...


Ao final de tudo isso, mais que satisfeitos e felizes, nem tivemos condições de pedir uma sobremesa. Ou um café.  Fica para a próxima ida, que certamente não deverá demorar a acontecer.

Enquanto aguardávamos o táxi que pedimos para que chamassem, ficamos na parte de trás do restaurante tirando mais fotos.



Eu me encantei com esse lustre:


Já o Maza...


Nosso táxi chegou e antes de sairmos ainda trocamos algumas palavras com o Alex, comentamos sobre o risoto e ele prontamente se desculpou pelo que ocorreu. Comentamos que voltaríamos e agradecemos pelo excelente atendimento.

Contando que nossos cupons foram comprados por menos da metade do preço, nossa conta saiu em torno de 50 reais por pessoa: Os 30 reais pagos pelos cupons e mais os cerca de 70 reais que pagamos na casa. Um custo x benefício mais que aceitável, visto a excelente experiência gastronômica que tivemos.

Agora que já alimentamos o corpo com esse belo jantar, que tal alimentarmos nossos conhecimentos com um magnífico filme? Estou falando de Drive, filme mais recente de Ryan Gosling. O filme é simplesmente ma-ra-vi-lho-so! Drive acompanha o piloto interpretado por Gosling, que aos poucos vai mostrando toda a sua plenitude como personagem. É um filme que merece ser visto e revisto, não só pelo seu excelente roteiro, por suas atuações acima da média, mas também pela excelente trilha sonora que acompanha o filme. É impossível tirá-la da cabeça tão logo tenhamos a oportunidade de escutá-la pela primeira vez.



Rua João Abbott, 715 – Petrópolis – Porto Alegre/RS
Fone: (51) 3331 8646 / 3332 9094
Mapa

4 comentários:

  1. Tenho 2 cupons para a DOC Champanharia e já fiquei com água na boca!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não deixe de aproveitar os cupons, e o quanto antes! hehe.. os risotos são uma delícia, e o local, maravilhoso.

      Uma coisa que acabei esquecendo de comentar no post é que eles têm serviço de rolha para os espumantes, querendo podes levar o teu espumante de casa. Quando fomos perguntamos e o custo era R$ 40,00. Mas sempre é bom confirmar antes ligando e falando com o Alex.

      Excluir
  2. Risoto de linguiça com vinho tinto hum... Talvez eu também me incomodasse com os grãos de arroz al dente, sou adepta do risoto super cremoso e molhadíssimo, quase uma pasta! :)
    Sobre o filme Drive: não paro de pensar dele (e na trilha sonora) desde que o vi. Já vi duas vezes esse filme e agora estou lendo o livro pelo qual o filme foi baseado. Tô gostando!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Melhores risosos de Porto Alegre...com champagne então, fecha todas! E sobre Drive, não gostei tanto do livro, a narrativa fragmentada e tudo mais...do filme sim, das decisões do roteiro adaptado, da direção, atuações...um dos melhores filmes de 2011 e concordo com você, que trilha sonora empolgante!

      Excluir