Livraria Cultura

Pré Venda Harry Potter

20/07/2012

Fondue parte 2 – Pub & Fondue Olaria: coloca carne na chapa ae!



Tá, já fizemos matéria de fondue recentemente, lá no Divina Bistrot, da Padre Chagas. Mas não poderíamos ficar em apenas um fondue. Assim fomos para outro com a semelhança de ir com cupom desconto.

Diferença principal? Enquanto um é no Moinhos de Vento, esse agora é na Cidade Baixa (sim, você realmente pensou que nunca faríamos matéria na Cidade Baixa e arredores...você se enganou), no Pub & Fondue Olaria.

Na boa, a gente até poderia ter ficado na rua, era cedo, mesas sobrando de um lado...

...para outro...


Mas lá dentro sempre me foi mais convidativo. De cara a gente já vê que é um ambiente com luz mais reduzida, várias mesas para lá e para cá...


Sabe aquele ambiente com cara de antigo e que a gente gosta? Pois é, eu gosto, e aqui tem isso...


Pegamos uma mesa mais abaixo da escadaria, ao lado de um quadro...


E bem abaixo da ventilação, aquela ventilação clássica com cara que não vê um esponjão desde que foi colocada lá... isso velho, isso é estilo (comi e bebi a beça abaixo disso e não morri nem passei mal, um beijo e um abraço para todas as 'neuras da limpeza', não adianta emburrar a cara...).


De cara a gente já vai sendo atendido pelo Leandro, grande tiozão do reduto Centro Comercial Olaria.


Já fomos atendidos pelo velhão em outras oportunidades, sempre de forma atenciosa, fala ponderada e tudo mais, o cara é presença confirmada do local!

Nosso cupom consistia em entrada, prato principal e sobremesa... como assim? A entrada eram pães, goiabadas e batatinhas, com a panelinha de queijo na medida.

Enquanto a panela quente não chegava fomos entornando duas bolachas de chopp...


E a Lu mandando ver nas goiabadas...


Uma maravilha essa visão já com a panela do queijo junto!


As batatas com queijo são uma combinação daquelas, não tem como dar erro!


O pãozinho virou coadjuvante, mas vai, funciona bem também...


Bom, já satisfeitos com a entrada e após umas 3 rodadas de goiabada (p.s: eu não sou muito de goiabada, concluam como quiserem quem destruiu a dispensa de goiabada da casa... legal dos caras não cobrarem extra porque olha, tem uma amiga minha que é fascinada nesse troço).

Vamos para a parte principal, vai a panelinha e entra a chapa que literalmente esquentou. Nisso um garçom informa que na mesa serão colocadas fatias de filé, frango e porco e que para não grudar na chapa é aconselhável jogar um salzinho e só depois colocar o alimento. E para acompanhar os alimentos, temperos.


Tempero de alho com maionese, chimichurri, geleia de morango, maçã com canela, vinagrete, tártaro, requeijão, etc etc...


Miseravelmente comemos a beça e esquecemos de tirar fotos da carne/frango/porco no ponto... chopp deixa as pessoas perderem o foco na matéria, que fique de alerta para nós!

Mas podemos mostrar as carnes na chapa, não?


Esse fogo tá lindo (levaram a chapa e enquanto não buscavam o fogareiro, dê-lhe foto! rsrsrs)!


Já satisfeitos a beça naquele momento, fomos para a sobremesa. Banana, waffles crocantes, maçã, mamão, morango... e dê-lhe chocolate na panelinha!


Cara, espetáculo!


Muito, muuuuuuuuuuito bom...


4 bolachas de chopp, 1 coca e quase 3 horas depois fomos pagar a conta. Pagamos tudo 97 reais (sem o cupom desconto teria dado pouco menos de 200 reais, incluindo 10% e bebidas), e aquela satisfação de dever cumprido, de ter se alimentado bem para manter a fase de crescimento e tudo ficar nos trinques. E aquela sensação de que melhor que isso só retornando ao local, saboreando de novo aqueles sabores e batendo aquele papo com o gente boa Leandro... melhor que isso só dando uma passada ali no Guion, já fizemos isso tantas outras vezes, mas nessa resolvemos ir embora direto, plenamente satisfeitos com a maravilhosa refeição que tivemos.


Pronto, dessa vez deixo a Luciana escrever a respeito do filme!

Não me julguem, mas eu confesso que até recentemente eu não havia assistido à esse filme. Aos poucos vou corrigindo os furos no meu currículo... hehe Um Sonho de Liberdade é um filme e tanto, excelente mesmo.


Aqui vemos a história de Andy Dufresne (Tim Robbins), um banqueiro condenado à prisão perpétua por assassinar a esposa e o amante. Apesar de Andy dizer que não cometeu os crimes, seu destino é a prisão de Shawshank, onde acaba conhecendo e ficando amigo de Red (Morgan Freeman), conhecido no local por conseguir coisas que os presos precisam, como cigarros, por exemplo.


Dirigido por Frank Darabont, e baseado na obra de Stephen King, o longa retrata a difícil vida na prisão, a violência, a solidão, o sonho de um dia quem sabe conseguir ser libertado. Mesmo Andy tendo alguns “benefícios” em função de ajudar o diretor da prisão e os guardas com seus assuntos financeiros, ele passa por maus bocados. O tempo vai passando e nisso a equipe de maquiagem está de parabéns, pois consegue mostrar o envelhecimento do personagem com o passar dos anos.


Um Sonho de Liberdade é aquele tipo de filme que nos mostra que vale a pena persistir, lutar pelos seus sonhos, e que por mais que as coisas sejam difíceis, e elas são, quando se tem um grande amigo ao seu lado, tudo pode ser mais fácil. Ou pelo menos tolerável.


Rua General Lima e Silva, 776 – lojas 13 e 14 – Cidade Baixa – Porto Alegre/RS
Fone: (51) 3225 4010

3 comentários:

  1. Bah!!! Até que enfim "Cidade Baixa" kkkk....
    Adoro quase todos os lugares do Olaria, excelente matéria, agora fiquei fã do blog!!!
    Quanto ao filme também maravilhoso, como tudo que o Morgan Freeman faz!
    10 nota 10!!!!!
    Loraine.

    ResponderExcluir
  2. uau!!! isto é um banquete de fondue!!! muito bom!!!!!!!!!!

    http://deliciasdaisa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. A refeição é ótima, o lugar é aconchegante, o preço é justo, mas o melhor de tudo é o atendimento do garçon : educado, atencioso e culto! O cara realmente dá um baita destaque na casa de fondues !! Garçons como o sr. Leandro são a "prata da casa" de qualquer restaurante !!

    ResponderExcluir