Livraria Cultura

Pré Venda Harry Potter

07/08/2012

Santuá, ideal para o pecado da gula.


Sempre quando passávamos de táxi ali pela Dr. Timóteo, passávamos em frente ao Santuá Boteco e comentávamos que tínhamos que ir conhecer o local. Um dia, do nada, eis que surge a oportunidade, e é claro que resolvemos aproveitar.

Chegando ao local resolvemos nos acomodar nesse salão, de onde teríamos uma visão bem ampla do ambiente, e também ficaríamos perto da TV, já que tinha jogo e o Maza estava de olho... hehe


Mais ali no fundo, depois dessa mesa, temos um jardim, que não arriscamos nesse dia em função do vento.


Aqui está ele!


Enquanto olhávamos o cardápio, já pedimos dois chopps.


Fizemos os pedidos e enquanto o Maza bebia e olhava o jogo, saí às fotos... hehe

Logo me enveredei por uma escada que dava ao piso superior, onde fui acompanhada pela atenciosa Priscila, que me mostrou o local e disse que ali era o salão onde era possível fazer reserva para eventos fechados. Por sinal, teria um evento ali naquela noite.


Neste mesmo andar temos uma saleta onde repousa esse simpático sofá...


... e de onde temos uma visão “aérea” do jardim. Supimpa!


Tiramos foto do altar perto da entrada.


Um pouco mais de perto...


Tem também essa parede interessante.


Ok, ok... vamos comer!

E chegaram nossos pedidos!


O do Maza era escondidinho de carne seca – que achamos bastante salgado.


E o meu era um escondidinho de camarão – estava delicioso.


Mas paramos por aí? Não, claro que não, precisávamos experimentar algo mais para acompanhar a segunda rodada de chopps.

Optamos por fritas. Sim, as sempre deliciosas e quase insubstituíveis batatas fritas!


E os famosos bolinhos de arroz e feijão da casa. Estavam bem bons, mas poderiam estar mais temperados. Com relação a isso, comentamos com a proprietária do local, no momento em que veio à nossa mesa em uma visita.


O Santuá é um local e tanto. Para quem gosta daquele burburinho fica a dica de chegar mais tarde, mas se forem como esses cinéfilos de plantão aqui, que preferem uma casa mais vazia, a dica é chegar cedinho pra quando o burburinho começar, já estar dando tchau... hehe

Nossa conta ficou em torno de 30 réis por pessoa, contando as bebidas e inlcuindo os cupons de compra coletiva (sem cupons, ficaria na faixa de 40 e pouquinhos por pessoa).

Agora vamos falar de cinema. Recentemente assistimos a um filme que eu, particularmente, gostei bastante. Tanto pelo excelente roteiro, quanto pelo figurino (um tanto quanto parco, é certo, mas bem elaborado quando presente), as atuações e a magnífica fotografia. E é claro, a música. A trilha sonora do filme é esplêndida. Estou falando de L’Apollonide – Os Amores da Casa de Tolerância.


L’Apollonide nos conta a história de nove garotas que vivem em uma casa de tolerância de mesmo nome, situada na Paris do século XX. Elas vivem o dilema de a qualquer momento estarem na rua, pois a casa, por problemas financeiros, ameaça fechar. O roteiro do próprio diretor Bertrand Bonello consegue nos colocar diretamente no cotidiano das meninas, onde acompanhamos seus medos, seus segredos e os encontros com seus clientes.


Ao abordar esse tema, por mero descuido o filme poderia cair na vulgaridade. Mas, felizmente, Bonello trata do tema com extrema elegância, nos entregando uma belíssima obra, que merecidamente fascina o espectador. Um dos pontos altos do filme são seus créditos iniciais, de intensa beleza e sensualidade, que nos mostra um pouco do que são aquelas garotas que iremos acompanhar a partir dali. Um filme realmente interessante, com certeza merece ser apreciado!



Rua Doutor Timóteo, 487 – Floresta – Porto Alegre/RS
Fone: (51) 3279 1030

Nenhum comentário:

Postar um comentário