Livraria Cultura

Pré Venda Harry Potter

05/10/2012

Jefe Grill e um saboroso almoço de domingo!


Já é sabido que não somos muito fãs de praças de alimentação de shoppings, sempre fica aquela ideia de tumulto, local cheio, burburinho e tal. Mas num domingo desses resolvemos nos aventurar pela praça do Bourbon Wallig e fomos direto a um restaurante que eu já havia escolhido previamente, mas já chegava perto de 11h15 da manhã (a praça de alimentação abre 11h e se abrisse antes melhor ainda, não somos desse time que acorda meio dia, 02 da tarde nos fins de semana e fala que acordou cedo... hehehe) e o local recém estava começando a montar o buffet, e ao questionar fui informada que levaria ainda cerca de meia hora para estar ok para consumo. Olhamos alguns locais – muitos ainda fechados – e acabamos chegando ao Jefe Grill. E não nos arrependemos!

Com a praça ainda vazia o Maza escolheu uma mesa de cadeiras confortáveis em local mais próximo dos janelões. Enquanto ele cuidava de nossos pertences fui investigar o buffet e tirar algumas fotos.

O buffet é bem variado, com opões para todos os gostos! Começando pela esquerda alguns docinhos e frutas, já avizinhados pelas saladas.


Essa salada com legumes e iogurte estava especialmente deliciosa.


A bem da direita, de batata com cebolas grelhadas e ovo cozido também merece destaque. Muito saborosa!


Para quem quiser misturar ainda o doce com o salgado, essa de frutas com granola é uma ótima pedida.


A parte dos pratos quentes também estava convidativa, lasanha de frango, fritas, aipim cozido, polenta frita, cebola empanada, massa ao sugo, arroz, feijão, sobrecoxa de frango e grelhados.


Grelhados esses que estavam sendo feitos na hora, ali na chapa.


Fomos nos servindo e olha o resultado do meu prato...


... agora olha o do Maza!


Depois de um almoço realmente gostoso, ainda aproveitamos a sobremesa, um pudim de leite e baunilha.


Ficamos mais um tempo por ali, aproveitando um início de tarde preguiçoso e jogando conversa fora sobre cinema.

O local serve o buffet por quilo, mas tem o “teto máximo” de 18,90 por pessoa. Nosso almoço, com 2 refris e sobremesa saiu por 45 reais, o custo benefício foi bem aceitável, pois o almoço estava realmente saboroso.

Agora eu deixo o filme pro Maza comentar, pode apostar que ele está cheio de ideias... hehe

Algo que me ocorreu, do nada: da geração do tamagoshi, da galera viciada no Pense Bem, dos alucinantes fliperamas e suas máquinas gigantes... todos nós passamos por fases. Dizem os entendidos que tendem a ser temporárias, não constantes. Obviamente que isso não é o caso de 100% das situações. Muitas pessoas são viciadas em videogames tendo seus 30, 40, 50 anos de vida ou mais. Pensando assim, me lembrei do brilhante The King of Kong: A Fistful of Quarters.


A obra retrata a história do jogo famoso do gorilão e do mocinho que precisa subir os prédios/andares até chegar à mocinha (Donkey Kong, para ser mais exato) sendo que para isso precisará superar barris e outros objetivos jogados pelo gigantão peludo. Muito mais que um filme de games, o longa traz sensibilidade por mostrar a vida daquelas pessoas que tiveram sua infância, adolescência e fase adulta marcada pelo game. Observamos ainda uma disputa pelo recorde mundial, com a disputa clássica entre dois jogadores distintos: o metidão estiloso contra o cara humilde e família. Mesmo que em alguns momentos o documentário derrape nesse clichê de ‘o bem contra o mal’, The King of Kong: A Fistful of Quarters é um exemplar de qualidade justamente por respeitar os gamers e tudo que os envolve. A direção de Seth Gordon é eficiente ainda ao criar todo o clima de disputa entre os adversários, deixando, é claro, para o terceiro ato o grande embate.


Finalizando o longa com a emblemática A Cavalgada das Valquírias em um momento digno de palmas, The King of Kong: A Fistful of Quarters quebra o estigma de que jogar videogame era só coisa de moleque que não tinha nada o que fazer da vida e nos entrega uma obra emocionante que, apesar de alguns percalços, é acima da média e nos arranca um belo sorriso ao subir dos créditos finais: melhor que isso só derrubar o gorilão e ficar com a mocinha ao final do game!



Avenida Assis Brasil, 2611 – Shopping Bourbon Wallig – 4º piso – Cristo Redentor – Porto Alegre/RS
Fone: (51) 3026 8189

Nenhum comentário:

Postar um comentário