Livraria Cultura

Pré Venda Harry Potter

06/11/2012

Domenico e sua pizza pra lá de saborosa!


Pizza é algo que encanta. Amo pizza. O Maza também adora, pode apostar. Já fizemos matérias de alguns locais como a Patroni, a Pizza do Marquês, a Bella Morano e por aí vai! Há pouco tempo fomos a um local que ainda não conhecíamos, mas que tinha já de arrancada um ponto a seu favor: localizado na Padre Chagas! Estou falando da Domenico.

O restaurante, localizado no segundo piso, é super aconchegante, tem esse salão bem interessante...


... onde temos um aquecedor para os dias mais frios (o que seria o caso neste dia).


Perto da porta de entrada, passagem para este salão ou o outro onde ficamos temos essa simpática ‘adega’.


E este é o salão onde ficamos...


Perto dessa lareira maravilhosa, acesa e aquecendo o ambiente...


... olha que espetáculo essa visão!


Alguns enfeites a mais complementam o ambiente.


Mas o que chamou mais a nossa atenção foram os quadros feitos de quebra-cabeça, fantásticos. Mas observem bem o quadro. Observaram?


A casa oferece um buffet de antepastos...


... simples, mas apetitoso.


Mas nesse dia pensamos em pedir uma entradinha diferente, não que o antepasto não estive interessante, estava, mas o Maza sugeriu inovarmos.

Ele escolheu dentre as opções do cardápio as mini bruschettas Parma – pão italiano douradinho com presunto parma, mussarela de búfala, manjerona, alho e parmesão. Estavam deliciosas! O Maza acertou em cheio no pedido.


Enquanto nos deliciávamos com a entrada, já escolhemos o sabor de nossa pizza.

E quando ela chega, que aroma! O garçom já coloca a pizza na mesa e começa a nos servir, atendimento de primeira!


Pedimos a pizza Domenico, com tomates secos, azeitonas, cogumelos paris, alho, cebola e ervas provençais. Sério, muito boa, o Maza é mais dos tomates secos que eu, mas gostei bastante também.


Vai uma fatia aí?


Acabou sobrando algo de pizza e o Maza mais que depressa já pediu que embalasse, bora garantir o café da manhã dele do dia seguinte... hehe

Nesse meio tempo, entre terminarmos de jantar e pedir a conta, conversamos com o Vladimir, proprietário da casa. Falamos de diversos assuntos, mas o Maza pontuou um em especial: a vestimenta dos garçons. Lembram-se da foto do quadro feito de quebra-cabeça? Então, ele tem algo em comum com o uniforme dos garçons: os gondoleiros! Esse é o tema que a casa utiliza.

E vejam como chega a nossa conta, a pedido do Maza ela vem acompanhada do chapéu de um dos garçons, claro que tínhamos que fotografar depois de saber da história por trás dos uniformes.


E por falar em conta, a nossa ficou em torno de 55 reais, incluindo bebidas e o cupom de compra coletiva (sem cupom ficaria na faixa dos 75 reais). Um investimento que nos valeu uma excelente noite. Depois disso saímos a caminhar pela Calçada da Fama aproveitando a noite fria que estava fazendo. Compramos uns docinhos na Padaria Listo e casa, o dia seguinte nos esperava para trabalhar. O Maza com café da manhã de pizza... hehe se deu bem!

Pensei em várias alternativas de filmes, mas acabei optando pelo Comer, Rezar, Amar, dirigido por Ryan Murphy (Correndo com Tesouras, 2006), adaptado a partir da obra homônima autobiográfica de Elizabeth Gilbert. O filme conta a história de Liz Gilbert (Julia Roberts), uma mulher que mesmo tendo aparentemente tudo o que almeja – marido, casa, boa carreira – ela está em crise com ela mesma e resolve deixar tudo para trás a fim de passar um ano viajando pelo mundo, em busca de autoconhecimento. Ela viaja pela Itália passando pela rica gastronomia do local, pela Índia em busca de orações e por fim vai a Bali, em busca de paz e quem sabe um verdadeiro amor.


Alguns motivos me levaram à escolha desse filme, os locais por onde se passa a história, principalmente a Itália (por que será?), algo da história em si, mas o maior deles é que não me sai da cabeça de forma alguma, desde que assisti ao filme no cinema, a cena de Julia Roberts literalmente devorando uma baita pizza. Sim, ela faz isso em Comer, Rezar, Amar. Acho impossível que aquela cena tenha sido ‘cenográfica’... hehe


Aliás, não é só de pizza que vive Julia Roberts nesse filme, os prazeres da mesa estão presentes de forma plena, e creio que essas foram as melhores cenas do filme, pois são muitas comidas, bebidas, guloseimas, coisas maravilhosas e capazes de nos encher os olhos e a barriga. Mas algo que me causou tamanha estranheza foi ver Javier Bardem encarnando um brasileiro no filme, e miseravelmente ouvi-lo tentando falar falando português. Mas afinal, quem precisa de Javier Bardem quando se tem uma maravilha dessas?? hehehehe



Rua Padre Chagas, 293 – piso superior – Moinhos de Vento – Porto Alegre/RS
Fone: (51) 3389 2731

Nenhum comentário:

Postar um comentário