Livraria Cultura

Pré Venda Harry Potter

22/01/2013

Pergamus


Esses tempos a Luciana pesquisou e encontrou um local que ficava próximo de onde ela trabalhava, um restaurante que parecia ser válido arriscar. E assim conhecemos o Pergamus.

O Pergamus tem um ambiente bem agradável, onde é possível perceber um bom espaço entre as mesas, para ninguém ficar se batendo um no outro...


Além de um ambiente mais ao fundo, talvez para happy hours, eventos e outros.


A Luciana ainda observou que eles servem buffet na hora do almoço...


De cara fomos dando uma olhada no cardápio, para pedirmos algo além do que estava estabelecido em nosso cupom de compra coletiva...


Queríamos tanto uma batata noisette, mas nos foi informado depois de alguns minutos que tínhamos feito o pedido que estavam em falta... assim sendo, ficamos só de olho em uma Heineken bem gelada...


Alguns estranham, eu não me incomodo de tomar cerveja em taça estilo das de vinho, é bom do mesmo jeito!


Optamos por uma salada vian de entrada. A salada consistia em mix de folhas, damasco, brie, castanha e molho de ervas... aprovada!


O prato principal era Tournedos de filé ao molho salmoriglio, que consistia em medalhões de filé mignon acompanhados de massa, conchigliones de queijo.


Infelizmente nesse dia não estávamos nos dando bem com nossa câmera, mas vai mais uma foto para vocês, o detalhe do prato, bem saboroso e para duas pessoas.


No fim das contas tudo ficou em 46 reais (sem o cupom de desconto, a conta teria ficado em torno de 88 reais). Saímos de lá satisfeitos por conhecer o Pergamus, um restaurante agradável nas proximidades da famosa Praça da Encol... vale a pena conhecer.

A Luciana fala agora sobre uma das animações que viu em 2012.

Assisti a algumas animações nesse ano de 2012, bem menos do que em 2011 certamente, mas as que assisti foram de um modo geral, interessantes. Uma delas foi Hotel Transilvânia, que conta no enredo com personagens como monstros e vampiros. Vamos lá!


Depois de apresentar ao espectador Drácula e sua filha Mavis, contando um pouco da história dos dois, são apresentados alguns dos personagens inseridos na narrativa, como Frankenstein, O Homem Invisível, A Múmia, O Lobisomem, entre outros. Mavis está completando 118 anos, sua maioridade, e seu pai resolve dar uma grande festa para comemorar a data, convidando é claro, todos os monstros que conhece. E não são poucos, pois Drácula é dono do Hotel Transilvânia, conhecido como um local livre de humanos, e consequentemente seguro para eles.

Mas o grande medo do pai é que Mavis resolva correr o mundo, agora que é adulta e sempre teve vontade de fazê-lo, pois não conhece nada além dos muros do castelo onde vivem. Drácula mantém a garota sempre debaixo de seus olhos, pois teme por sua vida caso saia de casa e esbarre com algum humano, que eles têm como seres terríveis. É curioso e bem trabalhado o fato de eles retratarem os humanos como uma ameaça, justamente o que os humanos fazem com relação aos monstros.


O roteiro acerta em tratar a história como algo leve, descompromissado, mas infelizmente falha ao apresentar o personagem que comanda toda a virada na história, ou seja, Jonathan, o garoto humano de 21 anos que aparece no castelo e balança o coração de Mavis. Não sabemos de onde vem ou para onde vai, apenas que usa uma camisa que lembra a da Seleção Brasileira por baixo do casaco e que já correu o mundo nas mais diversas viagens. Imaginem a confusão que se cria com a chegada do garoto, já que a reputação de Drácula fica balançada em função de ter sido admitida a entrada de um humano no castelo. Mas é claro que ele tentará encobrir a presença do garoto, e é aí que reside a graça da narrativa, pois muita confusão se cria a partir deste ponto, divertindo o espectador.


A trilha sonora presente em todo o filme acompanha o tom alegre e descontraído da narrativa, culminando em uma apresentação para lá de animada mais para o final do terceiro ato. Em determinado momento do longa ainda temos a banda do castelo tocando, zumbis de Mozart, Beethoven e Bach, hilário. O filme ainda conta com uma inspirada sátira sobre a saga Crepúsculo, algo até direto, mas pontual e bem engraçado (talvez uma das melhores tiradas do filme).

Por fim, Hotel Transilvânia é um filme leve e descontraído, que proporciona boas risadas. Com certeza não é o melhor filme de animação do ano, mas agrada e distrai com uma história simples e inteligente.

Update: Após recebermos o comentário da leitora Josi fomos averiguar a situação e de fato, segue a mensagem do restaurante (e repetimos ser uma pena, pois nossa ida ao local foi bem agradável, local com bom atendimento e espaço para happy hour e outros).





Pergamus
Av. Coronel Lucas de Oliveira, 1653 – Bela Vista – Porto Alegre/RS
Fone (51) 3012 4455
Horário de funcionamento: Buffet de 2ª a sábado das 11h30 às 15h30 e domingos das 11h30 às 16h. Jantar a la carte de 3ª a sábado das 19h às 24h.

3 comentários:

  1. Oi! Acabo de ler o post e entrar no site do restaurante, vcs sabiam que eles estão atendendo ainda somente clientes com cupons de desconto? Eles estão fechando o restaurante... Pois é... Abração!
    Josi

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Puxa Josi, fomos recentemente ao local e o dono parecia animado, falando de outras promoções, etc. Mais um bom local que fecha em Porto Alegre... por um lado ruim, por outro a torcida que surja no espaço outro restaurante de qualidade para moradores da região e arredores.

      Excluir
  2. Pois é, pensei o mesmo, que abra outro lugar legal! Infelizmente quanto a esse, fiquei na vontade! Abraço! Josi

    ResponderExcluir