Livraria Cultura

Pré Venda Harry Potter

14/02/2013

Chopperia Maryland: para começar (ou fechar) bem a semana.


O bom comerciante sabe o básico: pode precisar de clientes para sobreviver. É básico isso, para não dizer óbvio, mas não é o que vemos diariamente. Locais que oferecem cupons de compra coletiva e quando você chega ao local, te tratam mal, como se fosse um cliente inferior aos demais por estar ali comendo e bebendo com descontos. O patético de tudo isso é que atendendo bem e tudo mais, você vai continuar ofertando a mesma coisa, mas sem o desconto e muitos clientes retornarão ao local. E a Chopperia Maryland sabe tratar bem seus clientes, sempre é bom retornar ao local.

Diferente de outras vezes, dessa vez era sem cupom, sem nada. Chegamos lá cedo, pois sabemos que é o típico local que abre cedo, 17h30min. Logo, se eu quisesse já fazer meu pedido e fazer meu café da tarde (ou janta) pelo horário das 18 horas, não teria problema algum (que, tomando café da tarde com ceva e ovos fritos, como pode isso? Não sei explicar detalhes, só sei que comigo isso pode, numa boa: me julguem, à vontade).

O ambiente tem dois andares, mas ficamos mais ao fundo, próximo dos chopps sendo tirados na hora...


Das garrafas que servem os variados drinks, etc.


Dito isso, até às 20 horas a rodada de Brahma tinha preço reduzido, vamos lá, começando o ataque!


Uma olhada no cardápio da Chopperia Maryland, bem variadas as opções...


Mais uma espiada no ambiente, algumas pessoas também em seu happy hour.


E para constar, eles servem almoço com buffet, conforme podemos ver ali ao canto.


Para entrada, resolvemos pedimos pastéis de queijo.


Nem 5 minutos depois chegaram... TOP DE LINHA! Nada gordurento ou mão molhada de óleo, bem sequinho...

E bem servido, até eu que não sou de pastel de queijo tive que me abrir para essa esticada saborosa do queijo...


Com a entrada já suprimida, pedimos mais uma rodada de chopp, pois agora pedimos as refeições individuais:

Resolvi pegar mais leve, nada de bacon ou calabresa, pedi um filé grelhado ao molho de nata, com pimentas biquinho, arroz à grega e as amarelinhas mais maravilhosas da galáxia. Tudo muito bom, desde a pimentinha bem servida e nada ultrapicante, da carne no ponto como havia pedido, o arroz macio, as amarelas crocantes, molho em quantidade generosa... tudo ótimo!


A Lu resolveu pedir um filé a pé, basicamente o tal filé, arroz, fritas e dois ovos fritos. Não me canso de me surpreender com essa moça, uma surpresa positiva, pois enquanto alguns ficariam chocados com um pedido desses no café da tarde (ou seria janta? Sei que já passavam das 18 horas e tinha sol na hora), ela não: ela topa esse pedido e se tivesse feijão marrom no cardápio, teria pedido junto, como um complemento da refeição...


E enfim, como somos daquela ideia do desperdício zero...

Pratos devidamente limpos!


No fim, 91 reais e mais algumas moedas fecharam a conta. Saímos de lá cedo ainda, com sol (horário de verão, eu... te... odeio!) e com a mesma satisfação de outras vezes que fomos ao local, mas com cupom de compra coletiva: a Chopperia Maryland trata bem seus clientes, sempre!


Fica a dica de que apesar de ser uma chopperia, não são servidos apenas chopps ali, quer um espumante? A Maryland tem!


Agora vou deixar que a Lu comente sobre o filme, já que ela pediu... rsrsrs ela quer falar sobre Constantine, o amigo do ‘Lu’ (quem assistiu ao filme irá entender... rsrs).


Vamos lá, já que ele me deixou falar, né... Constantine é um filme a que assisti mais de uma vez e que gostei do resultado. O personagem do título, John Constantine (Keanu Reeves) é capaz de ver seres do mundo sombrio, digamos assim, e isso fez com que em sua infância fosse tratado por seus pais como louco, sendo inclusive internado em hospital psiquiátrico. Quando tenta cometer o suicídio (pois já não aguenta mais a vida que leva) ele ‘passa algum tempo’ no inferno até ser salvo, onde percebe que o que vê, realmente existe. A partir daí ele resolve dedicar sua vida a exterminar os tais demônios.


Quando a policial Angela (Rachel Weisz) se depara com a situação do suicídio de sua irmã gêmea Isabel e das circunstâncias do mesmo, ela decide procurar Constantine para auxiliá-la. Como são gêmeas, ele parte do princípio de que Angela também tenha essa sensibilidade da irmã, e é quando começam a trabalhar esse ponto que acabam por descobrir o que está em jogo.


Constantine tem sim seus tropeços, principalmente falhas do roteiro, mas em compensação tem uma excelente fotografia que acompanha muito bem o clima do filme, e ótimas atuações, como de Weisz e é claro, Tilda Swinton como Arcanjo Gabriel. O filme como um todo é bem interessante e por vezes (raras vezes) cômico, e a história, por mais que às vezes mal contada, fisga o espectador.


Avenida Mariland, 966 – Auxiliadora – Porto Alegre/RS
Fone (51) 3372 0700
Horário de funcionamento: diariamente das 11h30 às 15h30 e das 17h30 às 24h.

Nenhum comentário:

Postar um comentário